E chegamos ao Ano II

aniversario_1_anoFaz amanhã 1 ano que este trio de autores embarcou numa nova aventura. O propósito era específico e simultaneamente vago q.b. para, pelo seu conceito, não se revelar limitativo no futuro, enquanto íamos descobrindo os trilhos que íamos criando. Tal encontrava-se refletido na página que ambiciona vislumbrar a definição deste espaço:

[Permitirmos] que esta quase década de vivências e convivências se materialize e amplifique num novo espaço descontraído e repleto de partilhas, qual um mural.

Deste modo, pudemos explorar e partilhar temas de saúde, cidadania, marketing, pedagogia, entretenimento, cultura e muitas outras áreas, de um modo diferente do que fazíamos até então.

Como tem sido a viagem?

O fato de este texto estar a ser escrito é um bom prenúncio. Na internet, 1 ano é motivo redobrado para celebração, tantos são os projetos que por todo o mundo se iniciam e terminam em menor período. Quantos aos autores, tem-lhes sido oferecida a dualidade entre a obrigação periódica em alimentar o espaço e o prazer que se obtém na partilha, como era previsível. O feedback revelou-se importante: quando um leitor se dá ao trabalho de dedicar um pouco do seu tempo a comentar o que por nós foi escrito, temos a certeza de que a partilha atingiu o seu objetivo majorcomunicar.

Claro que, num espaço como este, nem tudo serão sorrisos. O trabalho e tempo investido em cada um dos textos não tem relação com o número de leituras dos mesmos. E, por vezes, pode ser momentaneamente desanimador um texto em que muito se investiu não ser recompensado com leituras. Assim como, por vezes, outros posts rapidamente construídos se tornam campeões de bilheteira…

Com a pluralidade de temas aqui abordados, acreditamos não ter encontrado um público que siga periodicamente o que escrevemos. Afinal, faz parte da nossa natureza não nos interessarmos por todos os temas que oferece uma publicação, bem como dentro de cada tema preferirmos alguns assuntos. No entanto, não deixa de ser curioso, verificarmos, por vezes, que quem chega ao nosso espaço através de uma pesquisa, procura posteriormente mais artigos dentro do mesmo tema.

Analisemos então um pouco o que nos dizem as estatísticas:

Portugal é obviamente o país onde reside a maioria dos nossos leitores. No entanto, os leitores residentes no Brasil correspondem a 24% do nosso universo. Quanto aos restantes 37 países onde fomos lidos, tratam-se de números residuais, sendo o top 3 dos mesmos composto por Reino Unido, Estados Unidos e Suiça.

Cerca de metade dos nossos visitantes chega-nos através de referências via motores de busca (com o Google quase omnipresente) e redes sociais (com o Facebook quase a garantir o monopólio das mesmas). O termo mais pesquisado foi Laocoonte.

O nosso top 5 de tópicos mais populares foram:
1) crianças
2) livros
3) banda desenhada
4) marketing
5) atualidade

Quanto ao nosso top 10 de artigos mais lidos:
1) Laocoonte: a maldição de saber demasiado
2) Vem daí Baselaird …
3) As sapatilhas e a BD
4) Armário dos rebuçados !
5) O frigorífico do Pedro
6) Desencontros na esplanada
7) Comida de levar…
8) O regresso da BD Disney
9) Os homens precisam de mimo
10) O José e o Mago

Agora que entramos no Ano II, de certeza que continuaremos a desbravar os mesmos e novos territórios. Acompanhem-nos nesta viagem e descubram connosco as novidades!

Ah, e parabéns a nós!

NPS

Anúncios