Quando a primavera dá lugar ao outono

imageQuando fotografei no TM estas flores, pensei logo neste título, pois a convivência no mesmo espaço físico entre as flores que permanceram no outono e ganharam aquele tom e as de primeiro plano que estão agora a brotar, levou-me logo a pensar na convivência entre jovens e idosos, e o ano que acabamos de passar, sob a importância da convivência intergeracional. Passou-me também pela cabeça a inevitabilidade do ciclo da vida e da idade. Ao mesmo tempo temos a imagem de que as crianças vão ser idosos, que as diferenças emprestam a diversidade e que a diversidade constitui património mais rico. Pensei também na falta de tempo para apreciar e conviver quer com as crianças quer com os idosos e no que de fato estamos a perder, enquanto indivíduos e cidadãos. Quem está a gozar as nossas crianças e os nossos idosos são os cuidadores das estruturas comunitárias como as creches, os jardins de infância, os atl, os centros de dia, os lares de idosos… E não sei bem se estão conscientes da riqueza que têm em mãos…

Há pouco tempo noutro local escrevi sobre isso, caso queiram espreitar: Parentalidade e Sociedade

DC 2013

Anúncios