O Phestival da Igreja

cartaz_phestivalLembram-se do Rui Veloso cantar sobre o baile da paróquia lá prós lados de Valbãom ó larilolela? Este pequeno texto não tem nada a ver… Qual paróquia… qual baile… estamos a falar do festival organizado pela igreja.

Foi algo divertido, há cerca de um ano, num festival internacional de músicos indie, aperceber-me de alguns olhares curiosos e confusos serem dirigidos a um grupo que discutia vidas alheias quando alguém proferiu “Mas a namorada dele também pertence à Igreja? Também é Irmã?

Provavelmente não será muito comum Irmãos, Irmãs e Bispos frequentarem festivais de música e alguns estranharão a ausência das roupas clérigas, o copo de bebida branca ou cerveja (lembram-se de quando só bebiam vinho?) numa mão e, por vezes, o cigarro na outra.

Não estranharão se conhecerem a IUFBLMUD… Prontos? Inspirar, expirar, relaxar as cordas vocais: Igreja Universal dos Fazedores de Bonitas Listas Musicais dos Últimos Dias. Com 3 anos de existência, esta Igreja tem mais de 4 mil membros e é nada mais nada menos que um grupo português do Facebook. Não que os membros se restrinjam à nacionalidade portuguesa…

Conversa real em minha casa há cerca de um ano:
Visitante estrangeira em minha casa: Esta música é muito divertida! Vou colocar na Igreja!
Eu: Tu conheces a Igreja???!!!
Veemc: Tu também conheces???!!!

Mas também é verdade que a expressão “nada mais nada menos que um grupo do Facebook” não se aplica muito bem ao grupo. Já terá sido assim, mas não é. Os membros do grupo encontram-se, os membros do grupo vão a eventos musicais em conjunto, os membros do grupo passam música, os membros do grupo organizam um festival de música… em que cada banda participante tem de ter pelo menos um elemento Irmão.

Isto sim é um inédito: um grupo do facebook a organizar um festival! Que, diga-se de passagem, não tem nada a ver – nunca é demais lembrar – com o baile da paróquia do Veloso, pois não passarão Gianni Morandi, Nelson Ned e Marissol. Mas terá disco-jocas

Quem havera de dizer que a maior rede social do mundo seria a base de tudo isto em Portugal.

O Phestival ocorre nos dias 19 e 20 de abril e o preço é extremamente simpático (pormenores aqui).

Quanto à relação da Igreja com os Monty Python ou o que motiva os beatos – expressão minha que identifica os membros que à meia-noite fazem refresh da página do grupo no Face a uma velocidade superior a 5 vezes por segundo – não revelo nada. Os curiosos que se informem.

Este membro não praticante já revelou demasiados segredos 🙂

Anúncios