Siddal: um destino trágico

shalott1Uma personagem encontrada na rua. A modelo perfeito para os pré-Rafaelitas. Iriam ter coragem de abordá-la? Rossetti fá-lo e acaba por monopolizá-la como modelo.

O casal aproxima-se e ela torna-se também pintora. Ruskin, um crítico de arte consagrado, dedica-lhe bastante atenção. Enfim, Rossetti e Siddal acabam por casar-se mas o pintor, bastante boémio acava por envolver-se noutras relações.

Siddal não aceita o facto – acabando por morrer na sequência de uma dose excessiva de laudano. O quadro de Millais, Ophelia, em que se retrata a morte da conhecida figura ganhou então contornos premonitórios. É que a modelo de Ophélia foi a própria Siddal…

Imagem:

Illustration, drawn by Elizabeth Siddal, for Tennyson’s The Lady of Shalott.

Obtida aqui.

Anúncios