Portugal

portugal

O terceiro livro que li do autor francês Cyril Pedrosa foi Portugal. Esta novela gráfica mistura a ficção com alguns elementos autobiográficos. Aquando da elaboração do livro, o autor realizou este vídeo onde nos transporta para o seu percurso e método na elaboração da obra que o fez questionar/pesquisar as suas origens:

Dividido em três partes, conforme a história se concentra no protagonista, seu pai ou avô (que emigrou para França), com o estilo gráfico a se modificar em cada uma e as cores a se irem tornando cada vez mais quentes (numas aguarelas extremamente apetecíveis ao olhar), Portugal narra-nos a história de um lusodescendente francês sem contacto com o nosso país que se resolve a tentar saber mais sobre as suas origens, dado as conhecer tão mal.

Um seu primo português, professor de filosofia – que ao fim-de-semana trabalha num videoclube – a certo momento coloca a velha questão de quão parte do que somos está diretamente ligado ao ambiente em que vivemos… Ou, dito de outra forma, quão Portugal teria o protagonista dentro de si, após tantas décadas sem um contacto transversal das sucessivas gerações com o país e um desinteresse generalizado quanto às origens (ou a vergonha da pronúncia dos familiares portugueses mais idosos, apesar de viverem em França há duas gerações…).

Cativante!

NPS

Anúncios