A opolência do autor

Fountain 1917, replica 1964 by Marcel Duchamp 1887-1968

Estive recentemente a discutir sobre o que é arte, quem tem o poder de dizer o que é arte. Pela minha parte tenho algumas posições conservadoras, reconheço. Acho que o gesto do autor, o poder simbólico de dizer que «isto é arte», não devem interferir com a relação que é suposto acontecer entre a obra e a sua audiência.

Enfim, a discussão é infindável e inconclusiva…

(Imagem Urinol de Marcel Duchamp, obtida aqui)

Anúncios