Ric Hochet

Fui ao baú e encontrei mais um herói…
Explicado pelo famoso detetive jornalista, o que parece sobrenatural torna-se racional !

O que é que mais gostei neste livro com 4 estórias?

Bem tenho de dizer que foi a ligação feita numa tira aos strumpfs (na edição em português) ou smurfs, na primeira estória (Les spectres de la nuit- 1971). Achei interessante que o marketing usasse naquela época (há mais de 40 anos) a técnica de passar mensagens subtis num outro produto do interesse do editor.

Claro que também gostei da traição ao leitor, na segunda estória (Enquête dans le passé- 1974) quando os autores colocam uma figura muito semelhante ao herói a desvendar um mistério e posteriormente se revela que, aquele que pensavamos ser o Ric Hochet, era na verdade o seu pai. Claro que só o leitor desatento cairia nesse engano, pois apesar de nunca ser dito o nome do personagem, quem o conhece veria logo  que em vez das calças de ganga estava vestido com calções e em vez da gabardina usava um tweed aos quadrados.

Anúncios