Nota sobre a literacia mediática

 Há uma área de comportamentos de risco que urge ser explorada. Ao educador ou ao profissional responsável por um programa de promoção da saúde cumpre aceitar este campo de práticas em constante renovação, não tendo medo de não saber – porque de facto nunca saberá mais do que os alunos – mas aproveitando para promover um ambiente de diálogo. É através desse diálogo que se criará contextos para se conseguir colocar as questões que se puseram sempre, desde que há educação. Que escolhas efetuar? Quais as vantagens e desvantagens de certas práticas (agora a propósito do mundo virtual)? O que se fica a ganhar e a perder não só no virtual mas no mundo cá fora? As questões aqui são as mesmas em relação aos contextos tradicionais: quem são meus os amigos? O que quero eu para a amizade? O que é uma relação afetiva?

(imagem obtida aqui)

 

Anúncios