Dr. Seuss: animações digitais no grande écran

Um dos filmes que visionei com as crianças em agosto foi Lorax, a animação digital realizada por Chris Renaud e Kyle Balda, baseada no livro infantil homónimo de Theodor Seuss Geisel, mais conhecido por Dr. Seuss.

Este escritor e ilustrador do século passado é famoso nos EUA, tendo um lugar de destaque na literatura infantil devido às suas personagens singulares e ao ritmo que impunha – frequentemente, utilizava anapestos na métrica. E se concebêssemos uma fórmula para medir a fama de um escritor de literatura infantil norte-americana, onde incluíssemos as variáveis de número de cópias vendidas, número de países em que os seus livros foram publicados, número de adaptações para televisão, número de adaptações para o teatro, número de adaptações para o cinema e número de áreas exclusivamente dedicadas ao universo do autor em parques temáticos, o Dr. Seuss ficaria muito bem cotado.

Mas se restringíssemos essas variáveis a Portugal, o Dr. Seuss não conseguiria usufruir do destaque que tem noutros países. Não existirem gerações portuguesas que cresceram a ler e reler a obra do Dr. Seuss, não permitindo a existência do seu universo no nosso imaginário coletivo, poderá, contudo, ter uma vantagem aquando da visualização das adaptações cinematográficas – não temos o referencial literário, o qual, frequentemente, subvaloriza o filme.

Pessoalmente, encontrava-me nessa situação, pois não conhecia o livro. Sabia que a obra tinha uma mensagem ecológica evidente e estava esperançado que fosse divertido q.b. para as crianças não adormecerem. Eis o trailer:

O visual do filme é extremamente belo, apesar da – ou curiosamente devido à? – saturação de cores. Como na adaptação anterior de Dr. Seuss, há momentos da narrativa que necessitavam de ser mais dinâmicos, mas, apesar desta fragilidade, tornou-se a minha adaptação preferida das obras de Dr. Seuss. Disponibilizamos aqui um livro de atividades para crianças, baseado no filme.

A adaptação anterior foi Horton e o Mundo dos Quem, realizado em 2008 por Jimmy Hayward e Steve Martino, a primeira animação digital baseada na obra o Dr. Seuss, mais concretamente no segundo livro protagonizado pelo elefante Horton. Neste filme, um mundo microscópico encontra-se ameaçado por ninguém acreditar na sua existência, com exceção do Horton. Poderão ler mais sobre este e outros mundos microscópicos, bem como ver o respetivo trailer aqui.

NPS

Anúncios