Uma oportunidade para conhecer Ernesto Nazareth

Provavelmente, tal como tem vindo a acontecer com muitas crianças a nível mundial, o meu primeiro contacto com a música de Ernesto Nazareth ocorreu com o filme Tempo de Melodia, a décima longa-metragem dos estúdios Disney, que estreou em 1948. Nesse filme, um dos sete segmentos intitulava-se Blame it on the Samba (A culpa é do samba), tendo como protagonistas o Pato Donald, Zé Carioca e uma ave aracuã, que apenas em 1986 ganharia aventuras regulares na banda desenhada, sendo batizada de Folião. É precisamente nesse segmento que a música “Apanhei-te Cavaquinho” de Ernesto Nazareth tem também um papel fundamental.

No entanto, tive a sorte dessa não ser a única oportunidade – desperdiçada em tenra idade – de eu vir a conhecer a obra de Nazareth. Muitos anos mais tarde, em 2000, conheci Alexandre Dias. Na altura,  com 16 anos, este pianista brasiliense, mostrou-me uma modinha de Nazareth interpretada por ele ao piano, o que me motivou a descobrir mais sobre este compositor, um nome incontornável do tango brasileiro. Dias prosseguiu com a sua paixão ao longo de todos estes anos e atualmente é o coordenador e pesquisador do site Ernesto Nazareth 150 Anos do Instituto Moreira Salles. Aconselho uma visita.

Eis uma interpretação de Alexandre Dias do tema Odeon:

NPS

Anúncios