Leituras

Esfolheava livros quando dei com esta passagem:

«Desejei falar de mim, neste livro, redigir uma espécie de Memórias. Fui revendo, escrevendo… Falei dos outros, afinal. Mas quem somos nós senão os outros? Um homem é todos os homens que passaram por ele nesta vida e todas as cousas que ele viu. Nós somos o núcleo sensível e consciente duma turba…»

Poesia de Teixeira de Pascoaes, Lisboa Assírio e Alvim, p. 155.

(da obra O Bailado de 1921)

Anúncios